sexta-feira, 27 de junho de 2014

Depois da Escuridão - Onde o GIMP entra nessa história.


Ainda sobre meu último lançamento, da História em Quadrinhos “Depois da Escuridão”, gostaria de mostrar um pouco como foi feita a arte-final da primeira parte.

Há alguns anos atrás, experimentei desenhar figuras utilizando a seleção livre do GIMP e postei um video do processo no meu canal, no YouTube.



Utilizando uma mesa digitalizadora, criar seleção no GIMP é algo surpreendente. As bordas dessas seleções ficam muito “limpas”, bem delineadas, assim, conseguimos um resultado bastante satisfatório quando utilizado para a arte-final de HQ.

Como é possível observar nesse vídeo, numa camada transparente, criada e posicionada sobre uma camada de cor branca, com a opacidade reduzida, e sobre a camada do desenho feito com lápis, fui traçando as áreas onde a cor preta deveria ser aplicada. Depois de traçadas todas essas áreas,usei um atalho, para "preencher com a cor de frente" e todo o desenho ou todos os locais selecionados na página  receberão o preto. Os outros detalhes dos desenhos, como hachuras e contornos, poderão ser feitos com o mesmo processo ou desenhando mesmo, usando a ferramenta “ink”, com seu belíssimo efeito de desenho vetorial. Essa parte fica a critério de quem está utilizando o método.



Aproveito também para mostrar como meu trabalho é feito em duas etapas bem independentes. Nem sempre os traços do acabamento seguem exatamente os do esboço! E, quanto ao esboço, nesses casos, é bem solto e rápido. Esse processo não deixa o desenho com aquele aspecto muito detalhado, muito “certinho”, permitindo que uma ênfase na finalização mais gestual seja a “marca” do mesmo, a característica principal do estilo.


Mais alguns exemplos de imagens esboçadas e do processo de arte-final onde podemos observar como era  o desenho antes, esboçado, e depois, finalizado.




A ferramenta Seleção Livre em ação.



Desenhos finalizados.



por fim, a "mascote" da HQ, feita para descontrair um pouco.