domingo, 14 de agosto de 2016

Suavização de traço no Krita

Nesses videos, mostro os efeitos de suavização de traços no Krita 2.9.7, instalado do repositório de Xubuntu 16.04 e as mesmas funções na versão do Krita 3.0 AppImage.
Confesso que ainda não domino completamente a ferramenta auxiliar, o "Assistente", mas acredito que foi possível demonstrar algo do que ela pode fazer. Na versão 2.9.7, me pareceu que a opção de "Suavização ponderada" foi a que se saiu melhor para diminuir as "quebras" nas linhas enquanto na versão 3.0 parece que o problema já veio minimizado por padrão, mas nem tanto. O uso do assistente também em "Suavização ponderada" é necessário. É bom lembrar que essa "quebra" só acontece em alguns modelos de mesas gráficas. É preciso controlar esse problema para que o traço apareça da melhor maneira possível. Esse inconveniente pode ter ligação com o poder da placa de video do computador, mas já observei que  a combinação entre os valores descritos pelos fabricantes das LPI da mesa e o RPS são um fator importante para que haja essas "quebras". Não sou conhecedor dessa parte técnica, apenas observei as descrições feitas dos recursos das mesas pelos fabricantes nos sites e nas embalagens das mesmas e como elas coincidem quando o problema na linha acontece. Pode ser que esteja errado e quem entender do assunto deve se manifestar aqui para discutirmos o tema e tentar conhecer melhor essa ferramenta de trabalho da qual sabemos ainda bem pouco. De qualquer forma, o uso dos assistentes de traço contribuem para amenizar o problema. Isso é certo. Um outro recurso é o de trabalhar com bastante zoom na imagem para diminuir o problema embora esse recurso nem sempre facilite a execução do trabalho.

Krita 2.9.7 - trabalhando com assistente para suavização de traços



Krita 3.0 - AppImage

Como melhorar o traço da sua mesa gráfica no GIMP

Nessa postagem quero abordar, para os iniciantes, sobre como ativar uma mesa digitalizadora no Gimp para que esta funcione corretamente e o usuário possa usufruir das variações de opacidade, de tamanho e outras características que só uma mesa gráfica, em pleno funcionamento, proporciona.

Ativando sua mesa

Primeiro, quero que preste atenção como é irregular o traço da mesa quando ela ainda não foi ativada. Escolhendo pinceis diferentes e com configurações variadas o traço se mantém do mesmo modo. ATENÇÃO: sempre que observar isso,( repare bem como o traço é feio. Quase igual a um traço feito com mouse! ) algo está errado ( muito ) com suas configurações ou com sua mesa ou até com seu sistema. O mais provável é que sejam as configuraçẽs do programa com relação à mesa. No Linux, quando conectamos, numa porta USB, uma mesa gráfica suportada pelo Kernel, pelo DIGImend Project ou pelo suporte da comunidade para as mesas Wacom, essa mesa será reconhecida e poderá ser utilizada normalmente. No Windows, temos que instalar o driver que veio com a mesa e configurá-la através desse driver que traz várias opções de atalhos nos botões, variações dos cliques da caneta, adequação às proporções de tela do monitor, etc. Mas sempre é preciso, em alguns programas, configurá-la, ativá-la, para que as funções citadas acima entrem em ação como podemos constatar nesse video.




Como você observou, é muito radical a aparência e a mudança no traço antes, com a mesa desativada, e depois. Não pense que o traço bem feito e bonito de uma mesa gráfica é questão de "marca" ou de habilidade do artista, ou modelo. É preciso seguir certos processos básicos para que sua mesa lhe dê o que ela realmete tem para dar. E lembre-se sempre: mesa gráfica TEM que ter traço bonito. pode ser que você, não tendo muita prática no uso, ainda não domine bem essa ferramenta, mas NUNCA o traço será como aparece no início do vídeo.

Estabilizando o traço

O que gostaria de ressaltar aqui também é que, algumas mesas ( de marcas diferentes - até daquela, líder de mercado. ), tendem a apresentar um traço com "quebras" nas curvas! Calma, isso tem como resolver. Existe um programa que estabiliza o traço e que aconselho fortemente aos usuários Windows ( por enquanto o programa só funciona nessa plataforma).
http://lazynezumi.com/


Infelizmente, no Linux não temos um programa como esse, mas temos uma função no Gimp, em "Opções de ferramentas" chamada "Pincelada Suave". Ao ativar essa função você deverá testar o ajuste que mais lhe agrade combinando os valores entre "Qualidade" e "Peso" até que encontre a ideal. A "Pincelada Suave" atua nas ferramentas de desenho e pintura. A ferramenta "Ink", ou "Tinta", também tem essa função em sua própria caixa de configuração e atua muito bem, principalmente quando é necessário aplicar traços curvos e longos. Ela também elimina, ou diminui muito, aquelas terríveis "quebras" nas linhas em curva que mostro no video.

Video apresentando o funcionamento do Lazy



Krita
Com o krita, você poderá utilizar os Assitentes para melhorar os traços, mas isso, depois mostrarei, numa outra postagem.

MyPaint
Esse excepcional programa para desenhar e ilustrar ( que de simples e limitado só tem aparência)também tem suas próprias maneiras de auxiliar no aperfeiçoamento dos traços e de incrementá-los. Breve farei uma postagem comentando também sobre isso. por enquanto, você pode rever esse video, onde mostro uma delas

http://blogdodesenhador.blogspot.com.br/2013/08/linhas-e-curvas-bem-definidas-no-mypaint.html

terça-feira, 26 de julho de 2016

Gimp 2.9.3 e Krita 3.0 em AppImage - dica rápida

Se quiser "instalar" pincéis, espaços de trabalho, bundles, etc para serem utilizados por esses dois programas em suas versões AppImage, os caminhos ( no Linux )são esses:
No GIMP AppImage 2.9.3:
/home/nome_de_usuario/.config/GIMP/2.9

No Krita 3.0 ApImage:
/home/nome_de_usuario/local/share/krita



Colority - aplicando cores a partir do navegador de arquivos ( Linux )



Agora, se você quiser aplicar cores a uma imagem, a partir do seu navegador Nautilus, ou Nemo, basta usar o script "COLORITY", que usa o filtro "Colorize Interactive", do G'mic. Quem criou o script foi Anderson Prado, batalhador antigo na divulgação dos Softwares Livres no Brasil:  http://andeons.com/
Para conferir o script, baixá-lo e aprender como instalar e usar, dê uma olhada aqui:
http://andeons.com/colority-ferramenta-para-colorir/
O script é muito útil para quando queremos aplicar rapidamente cores em alguma imagem em preto e branco que temos em alguma pasta do sistema. O processo de dolorização é feito a partir do próprio navegador de arquivos chamando o Colority com um simples clique direito sobre a imagem. A partir daí, o G'mic "colorize interactive" entra em ação. Depois de aplicadas as cores, é preciso utilizar o Krita ou o Gimp, com o G'mic instalado no sistema ( isso é muito importante para o funcionamento correto do Colority ), para mesclar a imagem base, em preto e branco com a que foi gerada pelo Colority, em cores, fechando o trabalho. A imagem em preto e branco, aberta no Gimp e também a colorida, gerada pelo script, pode ser copiada e colada como camada, no modo multiply, sobre a colorida e teremos uma imagem completa com traço preto e cores. O grande "goal" do Colority é que ele mostra na tela, enquanto estamos aplicando as cores, o conjunto de teclas de atalho necessárias para aplicar as cores, apagá-las, preencher e corrigir as cores, etc, ou seja o filtro do G'mic passa a agir integralmente no processo.

Outro projeto muito legal do Andeon, do qual participei, foi o "KAWS", já citado aqui http://blogdodesenhador.blogspot.com/2015/05/kaws-workspaces-no-krita.html Não deixem de conhecer e utilizar. Baixando esses arquivos, você pode aplicar no Krita, fácil e rapidamente, diversos espaços de trabalho, ou seja: arranjos variados das paletas flutuantes para facilitar o desenvolvimento do trabalho. Confira! http://andeons.com/kaws-workspaces-personalizadas-para-krita/

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Azpainterb e GIMP- Editando e fazendo pequenos detalhes finais

Depois de ter terminado essa imagem, achei que algumas coisas não estavam bem. Teria que melhorar a mão direita da figura, que segura a espada ( a empunhadura) e colocar a lâmina em melhor posição com relação à empunhadura. Seria preciso uma edição. Como achei a edição do Azpainter limitada- e ainda não sei bem como lidar com ela - preferi abrir a imagem no GIMP e terminar, não só essa parte, como finalizar outras coisas que estavam precisando melhorar. O resultado final aí está.